Compras

Bodega Tropicana, na rua dos Tabajaras, carrega a ancestralidade das miçangas

Localização

Rua dos Tabajaras, 610

Funcionamento

Terça a sábado, das 13h às 20h.

Banner - Bodega Tropicana, na rua dos Tabajaras, carrega a ancestralidade das miçangas
A Bodega Tropicana fica na Rua dos Tabajaras,
Foto: Reprodução/Instagram Foto: Reprodução/Instagram
Por Gabi Dourado

Lariça Lopes, a empreendedora da marca Tropicana, é uma mulher de Fortaleza que carrega em sua história a herança dos saberes artesanais. Foi observando a mãe trabalhar com miçangas que Larissa se reconectou com as raízes indígenas e africanas da família para, só então, dedicar-se a arte e história carregadas pelas continhas coloridas. E foi também mergulhando em tradições que nasceu a Tropicana, a sua loja na Rua dos Tabajaras cuja inspiração cenográfica é de uma “bodega”. 

“Quando eu falo de ancestralidade, é desse lugar sobre minhas raízes indígenas. Minha bisavó era indígena e minha vó aprendeu essas técnicas manuais com ela, que foi passando para minha mãe. Hoje chegou até a mim. Estudando mais sobre isso, eu acabei descobrindo que esses saberes, esse apego pelo fazer manual, pelas miçangas, tudo já é uma coisa que está dentro da minha família”, relata Lariça.

Lariça Lopes é a designer de acessórios por trás da marca Tropicana.
Foto: Reprodução/Instagram

Apesar da bodega Tropicana ser multimarca e focada em pequenos empreendedores locais, a base do trabalho da artesã são as pequenas pedrinhas coloridas, seja em vidro ou em madeira. E é com elas que Larissa constrói colares, brincos, pulseiras, bolsas e até peças mais elaboradas como acessórios de cabeças ultradetalhados.

“Fui estudar mais sobre miçanga no Brasil e fui descobrindo outras formas de ter miçangas e outras formas de construir com a miçanga. Não necessariamente só um colar de miçangas, mas uma roupa de miçangas, uma coroa de miçangas, uma bolsa de miçangas”, observa.

A base do trabalho de Lariça são as pequenas pedrinhas coloridas, seja em vidro ou em madeira.

Lariça constrói colares, brincos, pulseiras, bolsas e até peças mais elaboradas como acessórios de cabeças ultradetalhados.

No entanto, Larissa alertou para o fato de que a tendência atual de miçangas de plástico é preocupante, pois elas geram muito lixo e perdem a cor e a beleza rapidamente. Para ela, é importante respeitar os saberes ancestrais e produzir miçangas de forma sustentável, buscando sempre novas técnicas e materiais para trabalhar.

Ela defende a valorização das miçangas feitas com materiais naturais e a busca por novas técnicas para trabalhar com elas. “Hoje a gente tem aí uma demanda, uma tendência de miçangas exorbitante no mercado, né? Só que uma ênfase em miçangas de plástico. E são elas o mais novo lixo que a gente vai ter daqui a uns 20 anos”, alerta. 

E essa preocupação tornou-se uma missão. Na Tropicana, Lariça reflete sobre esses ciclos e diz não se render aos apelos comerciais de outros materiais. “Eu não me rendo a esse lugar. Eu sou firme na minha escolha de se trabalhar com miçanga de vidro, mesmo a miçanga de vidro sendo mais cara, mesmo a miçanga de vidro sendo uma peça mais difícil de ser encontrada”, comenta. “Quando eu falo sobre sustentabilidade, eu acho que é sobre isso: valorizar as nossas matérias-primas, como a madeira, a miçanga de vidro, que também é super ancestral”.

Nessa imersão na ancestralidade, Lariça encontrou tanto a própria história como a de tantos Fortalezenses, nordestinos e brasileiros.

“É uma miçanga utilizada por indígenas na Amazônia, pode ser energizada, são verdadeiros amuletos. É utilizada também nas religiões de matriz africana. Não é só porque elas podem ser energizadas, elas podem ser cruzadas e se tornar um amuleto. Então, existe toda essa conexão, essa ancestralidade, esses múltiplos significados”. 

Lariça é uma empreendedora visionária que busca inspiração nas suas raízes culturais e na sua conexão com o meio ambiente. A Tropicana carrega em si essa homenagem à tradição artesanal e uma contribuição para a construção de um mundo mais consciente e sustentável.

Serviço:

Tropicana
Endereço: Rua dos Tabajaras, 610
Instagram: @soutropicanaa

Agenda

Saiba tudo o que está rolando na Cidade do Sol

15 jun
16 jun
18 jun
19 jun
Mascara de Fundo

Outras experiências em Fortaleza

As melhores dicas e experiências da Cidade do Sol

Todos
Beira-Mar
Cidade do Sol
Gastronomia
História e Cultura
Compras
Pet Friendly
Mascara de Fundo