Gastronomia

Panelada, buchada e muito mais: conheça a culinária regional do Restaurante São Francisco, no Mercado São Sebastião

“Bora merendar?”

Se você resolver fazer um passeio matinal pelo movimentado espaço gastronômico do Mercado São Sebastião, em Fortaleza, provavelmente será abordado por algum garçom fazendo a pergunta acima.

Os desavisados podem até pensar que se trata de um convite para saborear um café da manhã clássico ou uma merenda “de leve”, mas quem conhece as iguarias oferecidas nos restaurantes de um dos mercados mais importantes da cidade sabe bem que se trata de um desjejum, digamos, um pouco mais inusitado para quem não está acostumado com o “peso” da gastronomia cearense.

No Restaurante São Francisco, por exemplo, comandado por Irene Semente, as estrelas do cardápio são: panelada, buchada, carneiro e o caldo de mocotó. Segundo ela, a clientela começa a ocupar as mesas logo cedo. “As portas abrem às 5h, mas, às vezes, às 4h, 4h30 já tem gente esperando”, explica dona Irene.

Dona Irene Semente é responsável pelo cardápio do Restaurante São Francisco.
Foto: Roni Vasconelos

Se você não sabe por onde começar, recomendamos que experimente a panelada, um verdadeiro clássico da culinária local. O prato é uma espécie de cozido de vísceras de boi com temperos tradicionais e o acompanhamento vem com cuscuz, arroz e cheiro-verde.

No caso da buchada, as vísceras vêm dentro de um saquinho de bucho de carneiro cozido e possui os mesmos acompanhamentos. Para beber, uma boa dica é experimentar a cajuína.

Os preços do Restaurante São Francisco são justos: as especialidades da casa, que vão da panelada à mão de vaca, são bem servidas e custam R$ 22.

Ao lado do famoso Nem, O Rei da Língua, outro estabelecimento bastante procurado pelos clientes, dona Irene traz a representatividade e a força da culinária regional há mais de 45 anos.

“Hoje em dia, o que mais movimenta o Mercado é a gastronomia. Se você quiser conhecer a comida da terra mesmo, é no Mercado São Sebastião”, reforça.

A panelada é um dos clássicos da culinária cearense.

No caso da buchada, as vísceras vêm dentro de um saquinho de bucho de carneiro cozido.

Experimente o sabor da cajuína.

Mercado São Sebastião: origem

O Mercado São Sebastião é um ponto turístico e gastronômico da cidade, inaugurado em abril de 1897 como Mercado de Ferro (ou Mercado da Carne), durante a gestão de Guilherme Rocha. A estrutura foi fabricada pela oficina francesa Guillot Pelletier e transportada para Fortaleza em navios.

Em 1937, parte do mercado foi movida para a Aldeota e transformou-se no atual Mercado dos Pinhões. Em 1968, o restante da estrutura foi remontada como Mercado da Aerolândia.

O atual Mercado São Sebastião foi inaugurado em 1997, com projeto do arquiteto cearense Fausto Nilo: três pavilhões, praça de alimentação e amplo estacionamento. Atualmente, o espaço dispõe de 400 boxes de frutas, verduras, carnes, peixes, frutos do mar, plantas, vestuários e utilidades se distribuem em três blocos do Mercado.

Agenda

Saiba tudo o que está rolando na Cidade do Sol

25 maio
26 maio
28 maio
29 maio
Mascara de Fundo

Outras experiências em Fortaleza

As melhores dicas e experiências da Cidade do Sol

Todos
Beira-Mar
Cidade do Sol
Gastronomia
História e Cultura
Compras
Pet Friendly
Mascara de Fundo